Alteração da PROTEÍNA C REATIVA (PCR) na COVID-19

A PCR pode ser utilizada para o acompanhamento do controle clínico de infecções, lesões inflamatórias teciduais e distúrbios inflamatórios em geral.

Derivada da resposta hepática frente a ação de citocinas, mediadores e reguladores da resposta inflamatória, a proteína C reativa (PCR) é um biomarcador característico de processo inflamatório agudo. Essa proteína pode aumentar em média até 25% do seu valor durante a resposta aguda do organismo a uma infecção ou trauma tissular maior.

Dada a origem infecciosa da Covid-19 a proteína C reativa é um dos marcadores de atividade inflamatória que também estão alterados em cerce de 67% dos pacientes portadores da doença.


Fontes: 
Huang C et al. Clinical features of patients infected with 2019 novel coronavirus in Wuhan, China. Lancet. Vol 395 February 15, 2020.
Prompetchara, E., Ketloy, C. & Palaga, T. Immune responses in COVID-19 and potential vaccines : Lessons learned from SARS and MERS epidemic. Allergy Immunol. (2020). doi:10.12932/AP-200220-0772
Qin, C. et al. Dysregulation of immune response in patients with COVID-19 in Wuhan, China. Infect. Dis. Soc. Am. (2020). 

 
© 2020 In Vitro Diagnóstica | Desenvolvido pela